Não,  não foram as férias que foram longas. Foi um lapso inexplicável.  Uma espécie de tentativa involuntária  de conciliação com o real.

Mas agora estou de volta. 

Velhos amigos despertaram-me de um longo sono. Isso, e a crença de que o está em causa no futuro dos jornalistas não são os jornalistas; são os jornais.

Aggiornamento!

Há tanta coisa para descobrir…

Anúncios

Reacção anti-Gore

A teoria do aquecimento global tornou-se tão dominante, que esta reportagem do Channel 4 inglês (1h13m) tem o seu interesse. Este é um video alojado em vários sítios (download de alta definição via bit torrent aqui), mas que eu descobri por ser um dos mais linkados na Viral Video Chart, que o descobriu em primeiro lugar no “nosso” Impertinências. Pode ou não ser aquecimento, mas sem dúvida que é global.

 

Al Gore em Lisboa

algore.jpg 

N.B.: Registe-se que, por razões contratuais, esta Conferência não é aberta à comunicação social, não podendo ser registada em nenhum suporte, pelo que as Senhoras e Senhores jornalistas convidados são-no a título pessoal e não enquanto profissionais da imprensa, no exercício das suas funções.”

Esta frase curiosa consta do convite para assistir à conferência de Al Gore, amanhã, no Museu da Electricidade, sobre alterações climáticas. O evento é apenas para convidados, não sendo aberto ao público nem à comunicação social. Embora paradoxal face à presumida intenção de sensibilizar publicamente as pessoas, este secretismo não é novidade e já tinha sido notado internacionalmente no Social Media referindo-se a uma notícia do Mercury News. É de facto difícil de entender!

Mas o que é mais curioso é o articulado escolhido pela organização para transmitir essa mensagem: os “senhores jornalistas” são convidados “a título pessoal“? Mas… a título pessoal eles não são jornalistas: são pais, mães, irmãos, etc. E não é decerto enquanto tal que são convidados… Mais valia dizer (escrever) que toda a sessão é off-the-record. Isso seria suficiente. E menos ridículo.

Bono, um dos prémios TED de 2005, falou à conferência TED em Monterey, na Califórnia, em Fevereiro de 2006. O respectivo vídeo foi agora tornado público. Já passou algum tempo, mas vale a pena ouvir este apelo pungente de Bono Vox, que. além do mais, tem algumas ideias interessantes (exemplo: foi pela própria boca de um líder ocidental que Bono ouviu dizer que o flagelo que assola África não poderia acontecer em qualquer outro continente).

TED Prize 2007

James Nechtwey, fotojornalista; E. O. Wilson, biólogo; e Bill Clinton, ex-presidente dos EUA, foram os vencedores dos prémios TED 2007. Cada um deles poderá agora formular um desejo que permita mudar o mundo, o qual será comunicado à conferência TED, a realizar em Março, e cada um receberá 100 mil dólares para apoiar esse desejo.

Irreprimível!

468.gifA Amnistia Internacional tem em curso uma campanha contra a repressão, nomeadamente no que se refere aos novos media. Uma das manifestações da campanha pede aos bloggers e administradores de sites que ajudem a minar a censura, abrindo espaço à divulgação, por parte da Amnistia, de material que em algum lugar deste mundo foi censurado (via Mediashift). Basta juntar este html algures no blogue e cada vez que se faz refresh ele veicula uma nova mensagem que alguém não quer divulgada:

<script src="http://fragments.irrepressible.info/js/fragment-468.js" type="text/javascript">

</script>