Há muito tempo que não me sentia tão dramaticamente dividido como nestas eleições do Sporting. No fundo, gostaria de poder ter feito um mix das várias coisas boas menos as várias coisas más que vejo em cada candidatura. Mas isso não é possível.

Cheguei a pensar em votar em branco, porque, na verdade, acho que nenhuma das candidaturas tem a “estatura” que o SCP merece. Mas o voto é fundamental. Sempre e sobretudo nesta fase da vida do clube, do MEU clube.

Fiz um “mais” e “menos” daquilo que me pareceu realmente  importante em cada candidatura (detalhado abaixo) e decidi que vou votar Dias Ferreira para a direcção, na lista da AAS para o Conselho Leonino e na lista independente de Frederico Abreu (lista F) para o Conselho Fiscal. Porque me parece importante que, qualquer que seja o presidente eleito, os sócios tenham uma voz autónoma e independente nestes órgãos. Porque foram os sócios – ninguém mais – que deixaram sitiar o clube nos últimos anos.

DIAS FERREIRA (5-2)

+ Trazer o futebol para dentro do clube; + Paulo Futre = “catedrático” do futebol; + Rijkaard e Van der Gaag; + Reforços anunciados (Taiwo); + Tarimba no “sistema” do futebol português

– Paulo Futre espampanante; – Não se conhece a proveniência do dinheiro para reforços.

PEDRO BALTAZAR (5-3)

+ Percebe mais de futebol do que seria de esperar de um “engravatado”; + Tem dinheiro e contactos; + Tem classe; + Bons reforços anunciados; + Fechar o fosso com nova bancada

– É gago; – Falta gente do futebol; – Pode descambar em mais um “bando do croquete”, ele e os vices.

BRUNO DE CARVALHO (3-3)

+ Corte radical com o passado; + Aposta na dinamização dos sócios para atrair novos investidores; + Dar papel mais importante aos núcleos e filiais.

– Fecham-se as torneiras dos bancos e sponsors no dia seguinte; – Possibilidade de salários em atraso; – Inácio/Virgílio/Couceiro não têm estaleca para o cargo.

GODINHO LOPES (2-6)

+ Dupla Duque/Freitas; + Carlos Barbosa no marketing.

– Continuidade encapotada = enganar os sócios; – Saco de gatos (demasiados interesses pessoais na lista); – Clube nas mãos dos bancos; – “Açambarcar” de velhas glórias (estratégia eleitoral cozinhada pela banca); – Mais dinheiro da banca (reforços) = mais endividamento.

Claro que tudo isto pode ser muito discutível, tanto em relevância para as eleições como em substância da própria apreciação. Mas são as minhas opiniões sobre a matéria. E o voto, afinal, é o meu voto!

ADENDA: Faltou dizer uma coisa importante: quem que seja eleito será a partir de hoje o MEU presidente. E espero que todos os sportinguistas digam – e façam! – o mesmo.

 

Esta entrada foi publicada em Futebol com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s