O futuro das revistas

O futuro dos media impressos incerto, mas, passe por onde passar, estes so dois bons exemplos de estratgias interessantes, que no conhecia e descobri recentemente numa visita a Frana. No sei quais os resultados reais de cada uma destas estratgias, mas parecem-me dois passos no caminho certo.

attitude.jpgA Attitude Rugby uma revista mensal dedicada ao Rugby, na qual o lado esttico e emocional do jogo o que mais interessa. As fotos so muito cuidadas, as reportagens so extremamente elaboradas e a abordagem sempre pelo lado humano. H imagens de aco, claro, mas so uma minoria. Assim, a Attitude Rugby consegue levar ao leitor fiel de Rugby um “pacote” diferente daquele a que ele tem acesso nos sites de internet, ou nos jornais desportivos ou mesmo nos semanrios sobre o tema. Aqui a actualidade residual, e o que importa a abordagem criativa dos assuntos e o aprofundamento das matrias. O papel de alta qualidade e o site cumpre os mnimos ( discutvel que tenha que fazer mais do que isso).

No conheo nada da realidade do Rugby em Frana nem sou particularmente adepto do desporto, mas depois de folhear a Attitude fiquei com vontade de o ser. Se existisse uma revista destas em Portugal no tenho dvidas de que seria comprador espordico. Imagino o gesto cool que seria abrir e folhear a Attitude na esplana do clube antes de um jogo importante. Diz algo sobre quem l. E isso talvez o mais importante.

Perante a crise da imprensa algum disse h pouco tempo que, provavelmente, “the last print media standing will be a magazine“. A Attitude Rugby ilustra bem essa previso.

sport.jpg

O outro exemplo a Sport, uma revista semanal de distribuio gratuita sobre todos os desportos. Trata de actualidades, com uma leitura leve, mas o desenho tpico de uma revista, com muitas infografias e leitura fcil. O papel reciclado para ser barato e a distribuio nacional.

Mas o que realmente se destaca nesta revista o facto de estar associada a um supersite – myfreesport -com vrias ligaes com a edio em papel. Neste site h notcias na hora, h videos, h complementos edio de papel, h todas as informaes teis, h temticas de lazer (como na revista), h uma comunidade bem construda onde os prprios leitores podem criar os seus blogues. Enfim, tudo para que na realidade a edio de papel seja… um complemento do site. Alm disso h tambm a possibilidade de descarregar em PDF a edio corrente assim como todas as anteriores (Pauleta j foi capa). No temvendas em banca, certo, mas no conjunto do site e da edio em papel vive inteiramente de uma facturao publicitria que deve ser importante.

No acompanho a realidade desportiva francesa e no conheo a maior parte das pessoas e assuntos que so notcia na edio que folheei (excepto Zidane), mas se uma revista/site semelhante existissem em Portugal, certamente seria cliente e – borla – era capaz de estacionar o carro de manh de propsito para ir buscar um exemplar da Sport. Depois, quando chegasse ao emprego, quase de certeza que quereria ver online o video do tema que me despertou interesse ou coment-lo no meu blogue desportivo. Eis como se faz um semanrio temtico na era da web 2.0!

Esta entrada foi publicada em Internet, Media, Revistas com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s