Uma baixaria do Expresso

O Expresso noticiou que o “casal Sócrates” vai estar junto na campanha pelo sim no referendo ao aborto num colóquio a realizar na próxima segunda-feira. A notícia orignal (link pago) foi reproduzida pelo Diário Digital (e, claro, abundantemente referida na blogosfera).

Em primeiro lugar, a expressão “casal Sócrates” já seria em si mesma um risível abuso. Não há nenhum casal. Há um PM, com opiniões muito “noticiáveis” sobre o assunto. Há uma jornalista activista do tema, com opiniões menos “noticiáveis” sobre o assunto. Mas o que há entre os dois, se há, é com eles e o Expresso não tem nada com isso.

Ao noticiar o assunto nos termos em que o fez, o Expresso ganha das duas formas: ou a a notícia se confirma o o Expresso acerta; ou não se confirma (como suspeito que vai suceder, como se pode depreender do programa) e o Expresso ganha na mesma porque colocou o assunto na agenda. Para seu próprio benefício e de toda a imprensa, que está “mortinha” por deitar as mãos a este assunto. Agora, com esta notícia do Expresso, é quase inevitável que quer Sócrates, quer Fernanda Câncio sejam interrogados sobre o assunto na próxima segunda-feira. Se falarem dirão o que dirão, se não falarem “dirão” o seu silêncio. “Dirão” sempre alguma coisa, independentemente de quererem ou não dizer alguma coisa. É essa vitória que o Expresso consegue com esta baixaria. 

Foi por estas e por outras que o Expresso há muito deixou de ser o meu jornal.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sem categoria com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s