Embora correndo o risco (mínimo…) de contribuir para a promoção da revista Lux, acho pertinente (e não abusivo) reproduzir aqui o e-mail que enviei à directora da revista a propósito da capa da edição nº326, de 31 de Julho:

“Para começar, gostaria de esclarecer dois pontos prévios:

1º Sou jornalista e sigo atentamente o fenómeno dos media, mas não sou leitor habitual da Lux. O exemplar nº326, que motiva este e-mail, chegou-me às mãos, por mero acaso, através um familiar.

2º Não conheço pessoalmente nenhuma das três pessoas referidas na capa dessa edição da Lux nem tenho com elas qualquer ligação profissional, directa ou indirecta. Também só conheço delas aquilo que, mais uma vez por acaso, fui lendo nas capas das revistas como a Lux; e não tenho qualquer desejo de saber mais o que quer que seja sobre elas. Isto para deixar claro que nada de particular me move em sua defesa. Elas motivam este e-mail como quaisquer outras motivariam.

Acho vergonhosa a capa da edição nº326 da Lux, onde se refere a separação de Rita Ferro Rodrigues e o “clima de romance” (sic) entre o seu ex-marido e Clara de Sousa.

A vergonha resulta do facto de, como se torna óbvio no interior, ambas as reportagens se sustentarem em fotografias não autorizadas pelos próprios e relatarem informações que fazem parte da vida privada dos três e que obviamente nenhum deles confirmou à revista.

É uma vergonha para si enquanto directora, não porque fira o código deontológico (está muito para além disso), mas apenas e tão só porque encerra um lamentável abuso em relação aos direitos individuais das pessoas em causa. É uma vergonha para a organização que representa porque fere conscientemente os direitos individuais de três pessoas como forma de obter vendas e lucros. É uma vergonha para os leitores da Lux porque no fundo são os seus 80 cêntimos que alimentam este abuso.  E é uma vergonha para todos nós porque permitimos que isto aconteça sem que façamos algo. Este e-mail é esse algo.

Naturalmente dir-se-á que esta é uma reportagem banal, igual a tantas outras que todas as semanas são publicadas em Portugal e em todos os países do mundo. Mas é isso precisamente que a faz merecedora deste e-mail: o facto de não ter absolutamente nada de especial.

Naturalmente não espero que partilhe este e-mail com os seus leitores, publicando-o, nem sequer que me responda. Para que os objecivos deste e-mail sejam atingidos já seria suficiente que, da próxima vez que estiver perante uma decisão editorial semelhante, tivesse pelo menos uma pontinha mais de escrúpulos.

Cumprimentos,

José Moreno

marcodocorreio@gmail.com

https://teseeantitese.wordpress.com

Esta entrada foi publicada em Media com as etiquetas . ligação permanente.

Uma resposta a

  1. Alguém sabe onde fica a redação da revista lux?
    Morada!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s