O poder judicial em roda livre

Concordo com esta análise de Paulo Gorjão, no Bloguítica, sobre a decisão do Tribunal de Penafiel, e igualmente partilho a estranheza pelo reduzido eco que o tema parece ter suscitado na blogosfera. Não tenho dúvidas que em breve alguém virá pôr ordem no Tribunal (é insustentável tal decisão), mas o caso fica como mais um indicador do estado de roda livre em que se encontra a Justiça em Portugal. O que também reforça esta outra opinião: este é provavelmente o assunto mais premente com que nos debatemos enquanto país.

Esta entrada foi publicada em Sem categorias com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s