Capa de sonho

record.jpgEstou na minha redacção (que não é de desporto…) há alguns minutos e já se falou da edição de hoje do Record várias vezes. E, no entanto, a notícia que faz primeira página não é mais do que vaga; e não é menos vaga do que costumam ser as notícias futebolistas do defeso e pré-época. O que se diz é que os dirigentes "estão apostados" em trazer Eriksson e Rui Costa para o clube, mas que só no caso do segundo "existem contactos". Desta vez o Milan "não deverá criar grandes problemas" como "forma de gratidão por tudo o que jogador fez nos últimos anos". Quanto a Eriksson, apenas duas coisas são concrectas na notícia: "está no topo das preferências dos encarnados" e "mantém excelentes relações com os dirigentes do clube da Luz, nomeadamente com Vieira, de quem é amigo pessoal". As duas coisas chegam para sustentar a primeira página (com um título – "Dupla de sonho" – convenientemente dúbio).

O que espanta não é que estes abusos existam. O que espanta é que as pessoas ainda a acreditem neles e, sobretudo, que "jornalistas" acreditem neles, quando é por demais evidente o mecanismo que transforma um desejo popular numa capa de jornal destinada a alimentar o desejo popular e a alimentar-se dele. A estratégia é circular e em cada volta vende mais uns milhares de jornais. Mas não tem nada que ver com jornalismo ou sequer com informação. Esta primeira página fica aqui registada à espera de confirmação…

Esta entrada foi publicada em Sem categorias com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s