Durante anos os clubes de futebol andaram a alimentar uma matilha de cães raivosos para assustar os adversários. E agora admiram-se que eles se voltem contra o dono? Então isso não era mais do que evidente?
E, nesta matéria, todos sem excepção têm telhados de vidro. As claques organizadas do Benfica já assassinaram adversários com very-light, já distribuiram navalhadas pela província e já espancaram quem se lhes atravessou pela frente. As claques do F.C.Porto já roubaram áreas de serviço, já desafiaram dirigentes de outros clubes e já ameaçaram de morte a família do seu próprio treinador. Os adeptos do Sporting também já pilharam aqui e ali, já impediram a contratação de um treinador e ainda recentemente entraram na academia para “reunir” com os capitães e dizer mal do treinador (antes de entrarem à força na SAD para que ele fosse despedido). E nenhum dirigente de qualquer dos clubes achou que lhes estava a dar demasiado poder senão mesmo importância.
Ninguém entende porque razão esta corja recebe subvenções dos clubes, tem descontos nos bilhetes e dispõe de instalações nos estádios. Estou com Joel Neto: por mim acabava todo o tipo de apoio às claques. E estou em crer que pelos dirigentes também. Só que, se antes alimentavam a matilha por interesse, agora acredito que o fazem por medo. São burros, portanto.

Esta entrada foi publicada em Não catalogado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s