O pulinho das feiras

Actualizando a problemática das feiras, dei um pulinho até Aveiro com a RTP (sem link). Aparentemente a polícia fez o que devia e, numa rusga, apreendeu grandes quantidades de produtos provenientes de contrafacção.

Curiosa, a reacção de uma vendedora no local:
1. “Mas porque é que eles não vão mas é apreender droga?”
2. “Se não nos venderem a nós as fábricas fecham.”

Uma pergunta pertinente e uma afirmação preocupante de quem conhece bem o seu métier.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não catalogado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s