Alegre, o fleumático?

No debate com Cavaco, Alegre surgiu supreendentemente cordaro e fleumático, sem dúvida porque precisa de não perder votos mais do que de os ganhar. E até é capaz de manter a mesma postura “esfíngica” perante Jerónimo de Sousa e Francisco Louçã. Mas não resistirá a confrontar Soares com a sua “traição”. Nesse dia, Alegre vai voltar a ser aquilo que sempre foi: frontal, corajoso e polémico. Se a emoção mútua não toldar os movimentos políticos dos candidatos, esse poderá ser outro interessante debate.

Esta entrada foi publicada em Não catalogado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s