Cavaco mordeu o isco?

Ao contrário do que acreditavam Nuno Rogeiro e Pedro Lomba, entre outros, essa história da “deriva presidencialista” não era apenas um fantasma criado pela esquerda para ganhar votos. Estas declarações de Cavaco não dão a medida institucional dessa “deriva”, mas dirigem para aí a questão. Estarão os analistas errados? Ou serão eles que estão certos e, ao inverso, é o próprio Cavaco que está errado ao negá-los. Como li algures (prometo dizer onde quando voltar a tropeçar nesse post), Cavaco terá mordido o isco de Soares e dirigiu a agenda para onde o velho político queria que ela fosse. Não há dúvida: esta eleição vai ser interessantíssima de observar.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não catalogado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s