Até onde vai a liberdade? Onde se traça a linha que a limita?

Segundo a Online Journalism Review, o dono do site porto que oferecia acesso livre aos militares norte-americanos que arranjassem fotos de iraquianos mortos foi preso por um xerife da Florida sob a acusação de obscenidade.

Esta entrada foi publicada em Não catalogado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s