Depois de ter ouvido os cânticos de uma juventude partidária, em pouco distinguíveis dos dos hooligans do futebol, pus-me a reflectir sobre o baixo nível da política e que se reflecte em coisas como um autarca morto, agressões a candidatos, queixas-crime por difamação e tiros contra caravanas, mãos estendidas em vão, panfletos anónimos, etc.
É óbvio que a política anda por baixo. Mas isso não se vai notar primeiro nos debates entre dois candidatos a primeiro-ministro ou nas campanhas de um candidato a presidente. Como é óbvio, isso vai notar-se primeiro nas autarquias e sobretudo nas autárquicas, onde a “luta” política pôr em confronto o Sr. Andrade, vendedor de seguros, com a D.Maria Eugénia, funcionária pública. Aquilo a que se convencionou chamar “as bases”.

Esta entrada foi publicada em Não catalogado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s