A ler

Notável o artigo de opinião de João Lopes, no DN, sobre a entrevista de José Eduardo Moniz ao mesmo jornal há uns dias atrás. (via ContraFactos & Argumentos)

Do artigo destaco:
Antigamente, o País existia como “reflexo” da Televisão; agora, a Televisão “superiorizou-se” ao País. Em ambos os casos, nunca, nem na mais ínfima fracção de segundo, se admite a possibilidade de o País ser aquilo que é também por causa de alguns modos de fazer televisão?

“(…) a noção de responsabilidade esvaiu-se e foi trocada por um conceito moralista de culpa.

Da entrevista destaco (e não resisto a comentar) o seguinte:
Os nossos jornalistas têm uma atitude proactiva e quem é proactivo arranja notícias.
Obs.: Pensei que se reportava notícias; fiquei a saber que na TVI elas se “arranjam“.

Preocupa-me quando ouço falar em código disciplinar para os jornalistas, em normas enquadradoras da actividade dos jornalistas, preocupações sancionatórias.
Obs.: José Eduardo Moniz em defesa dos jornalistas. Estranha ironia…

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não catalogado. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s