A ler

Notável o artigo de opinião de João Lopes, no DN, sobre a entrevista de José Eduardo Moniz ao mesmo jornal há uns dias atrás. (via ContraFactos & Argumentos)

Do artigo destaco:
Antigamente, o País existia como “reflexo” da Televisão; agora, a Televisão “superiorizou-se” ao País. Em ambos os casos, nunca, nem na mais ínfima fracção de segundo, se admite a possibilidade de o País ser aquilo que é também por causa de alguns modos de fazer televisão?

“(…) a noção de responsabilidade esvaiu-se e foi trocada por um conceito moralista de culpa.

Da entrevista destaco (e não resisto a comentar) o seguinte:
Os nossos jornalistas têm uma atitude proactiva e quem é proactivo arranja notícias.
Obs.: Pensei que se reportava notícias; fiquei a saber que na TVI elas se “arranjam“.

Preocupa-me quando ouço falar em código disciplinar para os jornalistas, em normas enquadradoras da actividade dos jornalistas, preocupações sancionatórias.
Obs.: José Eduardo Moniz em defesa dos jornalistas. Estranha ironia…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s