Arquivos Mensais: Junho 2004

Conhecendo como conheço a forma como a imprensa desportiva portuguesa costuma reagir sempre que o prestígio nacional é minimamente beliscado além-fronteiras (como no recente caso do árbitro do Espanha-Portugal), imagino como me sentiria se fosse holandês e, de visita desportiva … Continuar a ler

Publicado em Não catalogado | Publicar um comentário

Ainda sobre a crise política, ficou por dizer que a solução mais correcta no plano dos princípios seria no fundo o PSD pedir ele próprio a realização de eleições antecipadas. Tal como fez o PS em 2001, também depois da … Continuar a ler

Publicado em Não catalogado | Publicar um comentário

Rodrigo Leão está de volta com “Cinema“, um disco onde o latim deu lugar às imagens. Há canções simples de reconforto, há versos de amor e há participações surpreendentes (Beth Gibbons) e outras quase “óbvias” (Ryuichi Sakamoto). Um disco a … Continuar a ler

Publicado em Não catalogado | Publicar um comentário

O terramoto Durão

Algumas observações sobre a “exportação” de Durão Barroso: 1. O facto de um português poder vir a presidir à Comissão Europeia é sem dúvida prestigiante para o país. Mas não exageremos. É mais prestigiante para o próprio Durão Barroso do … Continuar a ler

Publicado em Não catalogado | Publicar um comentário

De Espanha veio bom senso

A vitória portuguesa de ontem teve concerteza para a larga maioria dos portugueses um sabor especial por ser contra os espanhóis. E Marcelo Rebelo de Sousa não foi de certeza o único a puxar de referências a Aljubarrota. Eu ouvi … Continuar a ler

Publicado em Não catalogado | Publicar um comentário

A maneira como um caso de polícia passado em Porto de Mós é reportado em três jornais diários diferentes é ilustrativo das diferenças e semelhanças entre eles mas também do quanto se não pode confiar nos jornais para saber o … Continuar a ler

Publicado em Não catalogado | Publicar um comentário

Esta súbita emergência de bandeiras em todas as janelas e em todos os automóveis deste país encerra duas ironias interessantes. A primeira usa a Grécia como exemplo. A última vez que estive em Atenas coincidiu, por um mero acaso, com … Continuar a ler

Publicado em Não catalogado | Publicar um comentário